Texto Desafio Vinícius Biscolla - 17/10/2020

Iniciativa Tech Scavengers

Em meados de 2015 após o relançamento do Star Wars VII o despertar da força protagonizando dessa vez pela Rey acabei tendo o insight de aprimorar um hobby que eu tinha, em uma ideia maior. Ao iniciar a mexer com embarcados naquele tempo Arduino etc, sempre passava em frente a um ferro velho e em um desses dias resolvi entrar lá, e ao entrar descobri que de ferro velho só tem o nome, a riqueza e a quantidade de coisas novas existentes ali são imensuráveis a quantidade de eletroeletrônicos ali disponíveis é inexplicável então assim como a Rey no SWVII comecei a minha jornada Scavenger aqui na minha cidade, Scavenger em tradução literal significa varredor, coletor, “procurador” dentre outros logo vi uma boa associação entre as palavras Tech + Scavengers fazerem um enorme sentido e com isso nasceu na minha cabeça a “Iniciativa Tech Scavengers” que visa através do Lixo Eletronico “e-waste” a reutilização desses materiais e itens durante a desmontagem para aprendizado e aplicação em soluções de IoT, eletrônica, TI, robótica livre, dentre muitas outras ao começar a me debruçar sobre esse mundo percebi que de longe não era o primeiro mas já existiam muitas outras pessoas que atuavam nisso há muitos anos, porém em paralelo no contrates estava iniciando minha jornada corporativa na T-Systems uma das maiores empresas de TI e consultoria do mundo e vivenciando na prática o contraste entre esses dois mundos. Ao ver o quanto de material e equipamento anualmente eram descartados logo pensei que tudo aquilo poderia ter uma finalidade muito melhor ir para escolar publicas para utilização de crianças, jovens e pessoas que não tinham condição e ver tudo aquilo sendo descartado, sub utilizado ou leiloado me ascendeu uma luz gigante de alerta para mudar essa situação, porém após tentar algumas vezes conversar com os responsáveis meio que sem sucesso resolvi focar nos outputs que então a Tech Scavengers poderiam aplicar ao desmontar impressoras percebemos o tanto de motores de passos que existiam em uma, réguas de controle e precisão, sensores de fim de curso e outros componentes que são caros a serem comprados nas poucas lojas de eletrônicas que temos no país e ainda mais em SP, desmontando aparelhos de DVD’s, Rádios, Microondas, drivers de CD’s, DVD’s, provenientes de PC’s antigos vimos a riqueza de aplicações que em um primeiro momento poderíamos ensinar crianças carentes e jovens de baixa renda conceitos de tecnologia, programação, computação, eletrônica básica tudo isso para montar por exemplo carrinhos de controle remoto, Drones DIY, Impressoras 3D, estações meteorológicas dentre muitas outras coisas com baixo custo, muita diversidade de aplicações e conhecimento de uma forma e maneira engajada de aprender, fazendo o jovem que em sua grande maioria acha a escola atual chata e sem graça até por que é começar a enxergar e ter uma visão diferente da sua vida e realidade sabendo ou melhor descobrindo que esse perfil de criança ou jovem que no meu tempo tinha como por objetivo ser jogador de futebol, músico, e hoje acham que só tem a opção de serem MC’s ou Youtuber’s quando não coisas piores devido ao lugar onde moram, que através da educação moderna aplicada na prática mostrando como o mercado atual funciona e o que o futuro emergente nós aguarda como sociedade é vital essa mudança no atual quadro e realidade da educação no nosso pais, a grade atual desde meu tempo de escola não só não atende as necessidades de um país de mais de 80% de inadimplentes como não condiz com a necessidade do mundo moderno, ensinamentos de base como a STEM (Science, Technology, Engineering e Math) além de servirem como os pilares bases da educação atual deveriam ainda serem introduzidos, educação financeira, conhecimentos sobre política, culinária e nutrição, astronomia, sociedade e filosofia, para já preparar a geração conectada para uma realidade emergente, se o modelo de escola já não era preparado e condizente para as outras gerações é muito menos para a atual esse foi o intuito e ideia que tive com a Tech! E durante esses 4 últimos anos pesquisando descobri muitas coisas esse tipo de iniciativa que tive já não era nova existiam muitas outras pessoas e professores que tiveram e aos poucos devido a suas condições e na medida do possível estavam tentando aplica-los com seus esforços próprios muitas vezes ainda tirando dinheiro do próprio bolso para compra de materiais onde vi isso indo a eventos e vendo os relatos dos próprios professores que o setor publico não tinha verba para isso, enfim que situação complicada o brasil é o atual 4° maior produtor de lixo mundial, o 1° na américa latina, já em lixo eletrônico é o 7° no mundo produzindo incríveis 1,5 milhões de toneladas sem um devido fim e sendo também o campeão na américa latina, meu sonho e é por isso que eu conto com a ajuda da FIAP participando desse processo seletivo é fazer com que meu sucesso e conhecimento no mundo corporativo sejam ferramentas atuantes para ajudar na pratica na transformação desses cenários e realidade utilizando as grandes empresas da área através da iniciativa da Tech Scavengers ser uma rede que conecte outras empresas, iniciativas, professores e pessoas que compactuam do mesmo pensamento e assim junto com a sociedade podemos construir uma revolução na nossa educação parar melhor atender as necessidades emergentes das atuais gerações.

Constituindo um comitê de boas praticas a isso prevalecendo os critérios de uma sociedade smart preparando os atuais alunos para além de serem os criadores de uma sociedade 5.0 poder ajudar as gerações anteriores a não sofrer tanto com as mudanças, smart cities, IoT, Indústria 4.0 deveriam estar sendo matérias básicas em todas as escolas pois esses temas norteiam a vida do amanhã sem esquecer do ponto crucial dentro disso tudo o Ser Humano, levando em consideração qualidade de vida, inclusão e sustentabilidade.

Finalizo minha mini reflexão com a estrondosa frase de um Ser Humano que passou aqui e nós deixou conhecimentos preciosos – “Vivemos num sociedade intensamente dependente da ciência e da tecnologia, em que quase ninguém sabe algo sobre ciência e tecnologia.” – Carl Sagan Há muito tempo não escrevia tanto passo o dia todo no PC trabalhando, peço desculpas pela qualidade da Grafia e já que a onda é inovar !

Esse mesmo texto pode ser encontrado em http://techscavengers.com/fiap

Vinícius Biscolla


Link para download do texto em word

Link para download do texto em PDF

Ver PDF

Link para download do texto em Google Texto


Obrigado Vinícius Biscolla - Linkedin

Material Style

Social Links